terça-feira, 25 de outubro de 2011

TUDO POR CAUSA DE UMA MULHER!

Na trajetória do meu ministério um certo dia acordei com o desejo muito forte, desses que nos tira da cama a todo vapor, Deus fez brotar naquele dia o desejo de sair estrada fora com minha equipe e nossa aparelhagem de som e rumar para um destino qualquer com um objetivo de falar aos moradores da terra sobre o plano da salvação. Então foi o que fiz, acordamos muito cedo, o dia ainda não havia clareado e nós já estávamos todos prontos para a partida que seria muito longa com certeza.
Meu foco era atingir o maior número possível de pessoas com a mensagem do evangelho (as boas novas), nosso destino era chegar ao estado de Minas Gerais e anunciar aquele povo que só através de Jesus o homem é completamente realizado.
 Sobre pregar esta mensagem, nosso grupo era bem afiado, pois diariamente fazíamos isto com muita dedicação e garra. Já na estrada podia sonhar com as almas sendo ceifadas para o reino de Deus, a medida que os quilômetros passavam íamos completamente realizados pois estavamos fazendo justamente aquilo para o qual fomos chamados, alias fazer o bem não tem preço que paga.
Era um dia muito especial para todos nós que rumavamos na certeza de que a colheita seria farta.
Ao chegarmos em uma cidadezinha fronteira com Minas Gerais contemplamos uma feira livre e já a todo vapor desmontamos a aparelhagem e começamos um big ar-livre, com tudo que tem direito, e como sempre acontecia nos nossos trabalhos diarios.
Só que naquele dia, observamos um povo indiferente a nossa mensagem, todos os ouvintes estavam distantes e desconfiados, por mais que convidávamos mais distantes estavam.
Quando fiz o apelo para a oração final. apenas um senhora se aproximou da roda e veio para receber a oração final, quando começamos a orar! esta possessa cai em nossa frente completamente oprimida e assim é liberta de todos os espíritos que atormentavam. Os moradores daquele lugar distantes de nosso ar-livre observavam todo o movimento da equipe e desconfiados não demonstraram nenhuma vontade de aproximação.
Após sua libertação a senhora nos relatara que um dia antes, sentiu forte desejo de se jogar da ponte que ligava a estrada a cidade, (obs: em toda cidade de interior existe uma ponte de ligação), e nesta cidade onde estávamos ela desejara tirar a própria vida um dia antes, devido a forte opressão que sentia por parte dos espíritos málignos que a acompanhavam. Jesus botou todos prá correr naquele dia...
Aconselhamos ela a voltar para sua igreja pois já havia frequentado uma e assim fomos para outro trabalho no desejo de realizar mais e mais trabalhos evangelísticos. Quando nos depararmos com a próxima cidade já era no período da tarde e para nossa surpresa a cidade estava completamente vazia, sem uma alma se quer! cidade fantasma! sem vida nenhuma, fomos a outra e a mesma coisa, partimos para a próxima e nada!
Resolvemos então a voltar e seguir para teresópolis, quando chegamos a praça principal, montamos a aparelhagem de som e nesta época ainda não tínhamos nosso possante gerador... que só foi comprado depois deste episódio.
Pedimos energia a um e negaram, a outro tambem, ninguem nos cedeu a tal energia para a realização do trabalho evangelístico, talvez por represália da igreja católica que alí existia no fundo da praça, eu calculo que este foi o motivo.
Desmontamos toda aparelhagem tristes e mesmo assim não desistimos, dei uma sugestão: Vamos para Piabetá, pois já havia feito alguns ar-livres alí e tinha um ponto de energia cedido por um camelô, vamos! na descida da serra e alí a gente faz o trabalho.
O local que muitas vezes fora por nós visitados quando ao errar a entrada fui perceber que já estava na nossa cidade de Duque de caxias, foi quando percebi, já estava no meu estacionamento soltando o reboque e dispensando a equipe para retorno de suas casas.
Quando cheguei em casa totalmente arrasado por não ter atingido o objetivo, pelo qual tinha posto no coração quando havia saído pela madrugada, foi quando bem nítido e sem nenhuma dúvida ouví a voz do Espírito Santo dizendo assim:
  Ei moço, o por que da tal tristeza!!! aí a minha resposta... meu trabalho não foi o desejado, cadê as muitas vidas que seriam salvas! cadê as multidões...
Aí o Espírito de Deus! Ei, ei, ei  ...
Fui Eu quem te levou naquele lugar, foi Eu! tudo por causa daquela MULHER!!!
aÍ então pude ENTENDER UMA GRANDE LIÇÃO...
Não é a quantidade que vale prá Deus e sim o indivíduo, a pessoa.
Uma vida vale mais do que o mundo inteiro.
QUE LINDA LIÇÃO EU APRENDÍ NAQUELE DIA.

Um comentário:

  1. Que mensagem tremenda. Me deu uma vontade de evangelizar nas ruas, de fazer parte desse mundo. Vou me BATIZAR dia 06 de setembro em nome de Jesus e isso eu quero pra minha vida... Amém...

    ResponderExcluir